terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Submissa

(... Adoro quando me subjugas assim ... )
Quando me cravas as garras da posse ...
Silencias-me com beijos
e enches-me a boca com doses elevadas de tesão ...
Percorres o meu corpo , rasgando à passagem
os obstáculos que te impedem o toque ...
Hummmmmmmmmmm !
Penetras-me de todas as formas e maneiras ...
E cobres-me a boca com a mão do senhor escravizante ...
Aiiiiiiiiiiiiiiii ! Potente ... tu ...
Força da Natureza !
Meu Senhor !
Obedeço sem pestanejar ...
Nem socorro peço ....
( quem quer pedir socorro numa hora destas ?)

4 comentários:

  1. DocePecado, é com mares destes prazeres, que a vida faz sentido...Beijos com doces.Carlos

    ResponderEliminar
  2. Pediste socorro? não ouvi ;)
    beijo :p

    ResponderEliminar