sábado, 3 de julho de 2010

Nós dois ...


A noite foi boa, muito boa mesmo ...
Paixão , doçura, amor , muito sexo excelente ...
A manhã já surgia quando passámos pelo sono ...
Debrucei-me em seu peito e adormeci sem preocupações nem culpas ...
Seus braços envolviam-me como uma concha que cultiva a pérola...
... preciosa, linda, tesouro inolvidável ...
assim me sinto com ele ao meu lado ...
protegida, amada, desejada...
sem outras questões a atrapalhar apenas...
a minha consciência ... pesada, sofrida, embrutecida ...
a dois tudo é mais fácil , tudo é mais suportável ...
Sou abençoada por Deus e não ignoro isso ...
Agradeço todos os dias ...
O Sol acabou por nascer e entrava pelas persianas os primeiros raios da manhã ...
um beijo quente , um sexo molhado e entumescido ...
um arrepio na pele e voltou o tesão ...
o cheiro ainda pairava ...
e de novo fizemos amor ...
"Amo-te tanto ... "
Fecho os olhos e agradeço a Deus com o coração cheio de culpa ...
Com sinceridade respondo :
"Eu também te amo , amor ... muito mas muito mesmo"
"Amo-te para além de tudo e de todos, nem imaginas o quanto ..."
E é verdade , amo-o para além de tudo e de todos , só eu sei o quanto e como ...

3 comentários:

  1. só não percebo o que deus tem a ver com essa história

    porque não agradece à natureza e ao acaso?

    ResponderEliminar