quinta-feira, 6 de maio de 2010

... tarde de mais ...


... Tarde de mais  ...
( ou não )
as horas passam e nada muda ...
o tempo marcou mais uma etapa ...
mais raiva que o vento não leva ...
que o tempo não cura ...
que a dor não se apaga ...
que o coração consome ...
e voltam as perguntas sem resposta...
a dor com lágrimas ...
o sentimento sem sentido ...
as noites mal dormidas ...
o peito apertado ...
injusto o justo por justa causa ...
e a dor qu enão sai ...
nojo de vida ...
vida que se escolhe sem olhar para amanhã ...
e depois ? o que resta ?
nada ... apenas
É tarde demais , meu amor !

3 comentários:

  1. quase me levas a pensar que este foi para mim... :)

    ResponderEliminar
  2. Portugal é efectivamente um país de Poetas Mortos.
    Tanta dor, Tanto fado, Tanta noite.DP páre de olhar para o lado escuro da Lua.
    A vida é um mistério, e não são nunca os mais fortes que sobrevivem, mas sim aqueles que melhor se adaptam às circunstâncias.
    Felicidades

    ResponderEliminar